Não sei se me lembro como se faz isso. Essa coisa de postar look. É look! É do dia? É de verdade! Tá certo? Não queremos ser só vitrine! Tá errado? Pode copiar? Gente, de uma vez por todas: VAMOS NOS DIVERTIR. A moda é para isso, afinal – além de se expressar, inspirar os outros ou o momento ou o que quer que seja e aquela coisa toda. 
Passei um tempo sem fazer isso. Look do dia. Será que eu lembro? Será que se eu postar assim vocês vão entender? Olha, é que nem sempre eu quero passar uma mensagem. Às vezes eu visto aquilo que me fez sentir bem no momento. Tudo bem se for assim? Tudo bem se a gente buscar escolhas baseadas naquilo que a gente *verdadeiramente* gosta, peloamordeDeus? Sem ser caro ou absurdo de caro, sem saber se a atriz Global usa ou não, sem saber se vão te olhar de um jeito diferente por você não usar grife. Vamos esquecer isso tudo.
Agora voltamos aqui, no tal do look. Precisava de alguma escolha confortável para viajar, então escolhi um trio que gosto muito. Short jeans + blusa branca + kimono. Postei algumas dicas de como usar essa última peça em Como usar kimonos (mas não se sintam presas se quiserem usá-lo de alguma outra forma). A minha escolha, aqui, foi uma das mais simples e fáceis (lembrando que a blusa de renda poderia ser trocada por uma camiseta branca lisa). Ah, claro: obrigada prima, Aline Françani, pelos clicks e por ser sempre diferente das outras pessoas, só pelo fato de você mesma gostar do que você veste e pronto. Sempre gostei disso. ♥
Short: Renner/ Blusa rendada e kimono: Romwe/ Tênis: Vans/ Bolsa: da Colômbia (thanks, Nati!)/ Brinco e anel: Accessorize
Mas isso era realmente divertido? Divertido era passear com Carina e Hudson pelo Village. Divertido era usar seus shorts desfiados de tecido de veludo e os chinelos Old Navy, e ficar deitada no Meadow, olhando as pipas dançarem no céu enquanto tomava um Frappuccino. (Joanna Philbin, trecho do livro ‘As herdeiras’, página 57)