Faculdade, pós-graduação, cursos de especialização, cursinho, ensino médio, concurso público e vestibular ocupam muitas fases de nossas vidas. Estudamos e nos informamos cada vez mais, e o leque de possibilidades de profissionalização é enorme. Aproveitando o momento de preparação para volta às aulas, fica a pergunta: será que o jeito que você estuda é o melhor? O mais eficaz? Realmente te ajuda? Dez técnicas de estudo foram analisadas (pela revista científica Psychological Science in the Public Interest) e divididas em grau de utilidade na aprendizagem. Surpreendentemente, os resultados mostram que alguns dos métodos de estudo mais populares no Brasil têm baixo retorno. A seguir, confira detalhes da pesquisa.
Para ilustrar o post, selecionei dois trabalhos e uma ideia: retratar as princesas Disney na universidade. As personagens aparecem em look diferentes e mais modernos nas ilustrações do espanhol Hyung, e outras aparecem em cenas que são de sua própria natureza (em espécie de quadrinhos) adaptadas à vida universitária, criadas pelo pessoal do College Humor (no final do post♥). 
Técnicas de estudo: utilidade baixa
Resumir o conteúdo, grifar, utilizar mnemônicos (sabe quando inventamos aquelas palavras juntando sílabas para nos lembrar de uma sequência de palavras?), imaginar figuras/ imagens para guardar o conteúdo de textos (ou fazer mapas mentais) e reler conteúdos foram classificadas como as de utilidade mais baixa (sendo que reler é a técnica menos eficaz de todas). Resumir textos é mais útil do que grifar ou reler, mas a técnica é apropriada aos alunos que (já) têm habilidade em escrever resumos.
Técnicas de estudo: utilidade moderada
Interrogação elaborativa, auto-explicação (explicar o conteúdo todo para você mesmo) e estudo intercalado (estudar as várias matérias alternando os tipos de conteúdo) são consideradas técnicas moderadas. A interrogação elaborativa é aquela que busca criar explicações e respostas a vários porquês sobre a matéria.
Técnicas de estudo: utilidade alta
Teste prático e prática distribuída obtiveram os melhores resultados da pesquisa. Realizar teste prático consiste em fazer exercícios, resolver provas anteriores e simulados. Essa é a melhor opção de estudo! Outra técnica bastante eficiente é a prática distribuída: dividir o estudo ao longo do tempo/ semanas (ao invés de deixar tudo para a véspera! hehe) ou, também, dividir o estudo em pequenos períodos ao longo do dia (estudar um pouquinho de matemática de manhã, à tarde e à noite e sobreviver).
♥♥♥
Ilustração: Hyung, College Humor/ Informações: Mude.nu 
Quais técnicas de estudo você utiliza? Quando voltam as suas aulas?
Acesso é poder e o poder é a informação. Qualquer palavra satisfaz. A garota, o rapaz e a paz quem traz, tanto faz(…) (O Teatro Mágico)