Alguns livros procuram explorar ao máximo o cenário da história: o clima e o espaço físico, nestes casos, influenciam muito o contexto da trama e o humor das personagens. Em busca de histórias que pudessem nos colocar em praias, mares e tardes de verão, selecionei alguns títulos interessantes. Procurei mesclar bem a seleção, com lançamentos (‘Ah, o verão!’, da editora Valentina), um bom chick-lit, livros leves e outro mais adulto (como o ‘Fim’, lançamento da Companhia das Letras, escrito pela atriz Fernanda Torres). Não está na praia? Então aproveite as férias de verão curtindo essas histórias…

Azul da cor do mar (Marina Carvalho)
Rafaela é futura jornalista. Alegre e decidida, conseguiu estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Ela sonha, desde a adolescência, com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez. Em meio a reportagens arriscadas, trabalhando com Bernardo (nem tão simpático assim), acaba descobrindo que os dois formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas… E o (outro) garoto? Rafaela ainda precisa se libertar dessa obsessão. ‘Azul da cor do mar’ é um livro sobre acaso e destino. 
A vida de Belly é medida em férias de verão, época em que todas as coisas boas acontecem e, também, período em que ela está na casa de praia junto a Susannah, única e melhor amiga de sua mãe (e uma espécie de tia), além dos dois filhos (de Susannah), Jeremiah e Conrad. Mais do que irmãos postiços e companheiros de férias, os filhos de Susannah tornaram-se o centro das suas emoções. A véspera do aniversário de 16 anos de Belly marca, também, o fim daquele que parece ser o último verão onde estarão todos reunidos em Cousins Beach.
Fim (Fernanda Torres)
Cinco amigos cariocas à beira da morte rememoram as passagens marcantes de suas vidas: festas, casamentos, separações, manias, inibições, arrependimentos e muitas mulheres. São figuras muito diferentes, mas que partilham não apenas o fato de estar no extremo da vida, como também a limitação de horizontes. ‘Há graça, sexo, sol e praia nas páginas de Fim. Mas elas também são cheias de resignação e cobertas por uma tinta de melancolia’
Ah, o verão! (Fernanda Belém)
Três amigas, dois corações apaixonados e um romance inesquecível. Camila (ou Mila para os íntimos) estava preparada para curtir com as amigas o verão carioca e também aproveitar a oportunidade de se aproximar e conhecer melhor Rafael, o menino com quem tanto sonhava. Mas como na vida nem tudo são flores, a mãe de Camila já havia bolado outra ideia para o mês de janeiro: viajar. O destino? Búzios. Que onda aquele verão reservava para ela? Acreditando que aquelas seriam as piores férias da sua vida, Camila embarca (mesmo à contragosto) a novas amizades, calor, praia, gargalhadas, micos homéricos e muitos, muitos frios na barriga e arrepios no pescoço. 
Los Angeles (Marian Keyes)
Maggie sempre foi uma anjinha, a cria mais certinha da complicada (e engraçadíssima) família Walsh… até se cansar de andar na linha. Ao largar a vida toda regrada do passado (largar = incluindo o casamento e o trabalho bitolante numa firma de advocacia), Maggie decide se mandar para Hollywood em sua busca por um sentido na vida em meio às calçadas estreladas, o bronzeado deslumbrante que só se consegue nas praias da Califórnia, à terra do glamour, da liberdade, da beleza (até as palmeiras das calçadas são magras), da luxúria e, obviamente, da diversão! 
A caminho do verão (Sarah Dessen)
Auden resolve passar as férias de verão com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal (e sua mais nova irmãzinha) em Colby, uma minúscula cidade do litoral. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique e acaba conhecendo Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer. 
Dos livros que eu tenho (e já resenhei!) que mais representam o verão são Na ilha *muito bom!* (Tracey Garvis Gravers) ♥ Querido John (Nicholas Sparks) ♥ Sal *escrita impecável* (Leticia Wierzchowski) ♥ Lola e o garoto da casa ao lado (Stephanie Perkins)
Vocês já leram algum desses títulos do post? Quais são as suas sugestões de livros de verão?
Sangue de marinheiro nas veias. Gerações e gerações de marinheiros. Geração de homens correndo atrás ou fugindo de alguma coisa através dos rios e dos oceanos deste mundo. Içando velas mestras e traquetes. Tripulando escunas por mares e rios com vento a favor ou vento contra, sob o sol ou sob tempestade, anos e anos a fio. (Leticia Wierzchowski, trecho do livro ‘Sal’, página 143)